CASA ABERTA ÀS CRIANÇAS

CONTEXTO

A Casa Aberta às Crianças foi iniciada e estabelecida por voluntários do G.A.S.Porto, com o apoio do ISMAIK (Instituto Secular de Irmãos e Irmãs Unidas em Cristo). O projeto surgiu quando o ISMAIK introduziu ao G.A.S. Porto os problemas educativos em Timor-Leste: por um lado, professores com lacunas em termos de qualificações e falta de técnicas modernas de ensino e, por outro, crianças com dificuldades de aprendizagem, falta de estimulação, entre outros.

Com base na situação educativa e social em Timor-Leste, conscientes de que as idades pré-escolares e escolares são as fases mais importante para o desenvolvimento saudável de uma criança, o G.A.S.Porto e o ISMAIK viram a necessidade de criar esta Casa Aberta. Nasceu em 2008 no distrito de Aileu, acolhe cerca de 100 crianças e é composta pelo Jardim Infantil “As Sementinhas” e o ATL “Escola do Amor”.

No Jardim de Infância “As sementinhas”, onde se recebem crianças em idade pré-escolar, procura-se estimular as capacidades cognitivas destas e promover, desde cedo, o gosto pela leitura, pela escrita e pela escola em geral. O ensino é gratuito e a cada criança é dada uma refeição diária.

No ATL – “A Escola do Amor”, a criatividade é a palavra de ordem. Aqui não há limites para as atividades que vão desde o estudo, a leitura e os jogos didáticos, à costura, carpintaria e visualização de filmes. O ensino é gratuito e a Escola está aberta aos domingos à tarde.

Em todo o conceito da “Casa Aberta às Crianças” está a grande preocupação em tornar a nova geração independente, desenvolvendo para isso atividades que envolvam, tanto quanto possível, materiais locais, a comunidade local e, em particular, as crianças e respetivos pais.

 

OBJETIVOS

– Criar um ambiente de aprendizagem saudável, seguro e adequado para crianças entre os 4 e 12 anos de idade;

– Formar o pessoal docente;

– Criar emprego e rendimento para as professoras;

– Envolver os pais na educação dos filhos e partilhar com eles a responsabilidade de sustentar a escola;

– Desenvolver valores, tais como a responsabilidade, o respeito pelo ambiente, a amizade, disciplina, respeito, limpeza, higiene, a paixão por aprender;

– Melhorar as condições disponíveis para crianças, incluindo a estimulação atempada, saúde, nutrição, puericultura;

– Tornar a Casa Aberta autossustentável.

 

ATIVIDADES

– Estabelecimento de parcerias no sentido de obter os materiais necessários e melhoria

contínua dos espaços físicos, com vista a um ambiente de aprendizagem saudável;

– Promoção de ações de formação para as professoras, duas vezes por ano;

– Convite aos pais para ações relacionadas com a Casa Aberta, nomeadamente limpeza geral, corte de relva, preparação de refeições aquando de cerimónias oficiais, etc.

– Promoção de ações de formação sobre saúde e nutrição para crianças e respetivos pais;

– Implementação de um programa adaptado à criança timorense, que valorize a cultura, língua e valores timorenses;

– Utilização de produtos locais, tais como flores e folhas para fazer tinta, mandioca para a cola e barro para a pasta-de-dentes, e promoção da reciclagem (reutilização de materiais velhos);

– Procura de parcerias com outras pré-escolas e organizações com vista à troca de experiências.lllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

lllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllllll

PARCEIROS

– ISMAIK (Instituto Secular de Irmãos e Irmãs Unidas em Cristo).

– Ministério da Educação de Timor-Leste.

– Institute of Sisters of Mercy of Australia & Papua New Guinea.

– Cooperation Platform Indonesia.

– ATPE – Abilidade Téknika Pre-Eskolár.

 

GALERIA DE FOTOGRAFIAS CASA ABERTA ÀS CRIANÇAS →

 

EnglishPortuguese