FORMAÇÃO

Acreditamos que, através do voluntariado e do serviço a quem mais precisa, encontramos uma possibilidade impar de aprendizagem. Para nós, G.A.S. Porto significa “Escola de Vida”, onde cada voluntário pode crescer individualmente, em grupo e na relação com os outros.

Porque o voluntariado de carácter social exige uma disciplina constante, assim como competências de relação interpessoal e de ajuda, responsabilidade, pensamento crítico, criatividade, capacidade para avaliar e decidir, sentimos a necessidade de nos constituirmos também como um espaço de desenvolvimento destas capacidades.

Neste sentido procuramos promover, através de uma formação singular, momentos e espaços específicos para a reflexão e o crescimento nos valores basilares do grupo.

Anualmente é programado um conjunto de atividades de formação, nas quais se trabalha não só os aspetos relacionados com o voluntariado, mas também estes valores. Fazem parte destas atividades:

  • Reuniões Quinzenais – Realizadas na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, em horário pós-laboral. São programadas pela direção de cada núcleo, de acordo com diversos objetivos: 1) Discutir temas de interesse para o voluntariado desenvolvido, assim como para o desenvolvimento pessoal e coletivo do voluntário; 2) Realizar dinâmicas de grupo, essenciais para fomentar o espírito de união; 3) Debater, planear e organizar as atividades de angariação de fundos; 4) Realizar capacitações de caráter técnico.
  • Formações técnicas – O G.A.S.Porto promove formações técnicas de acordo com o trabalho desenvolvido com os diferentes públicos-alvo. Estas formações permitem que sejamos cada vez melhores no serviço ao outro. Para tal, convida professores / técnicos e especialistas nos temas para falarem sobre a abordagem aos diferentes públicos-alvo.
  • Fins de semana de trabalho – Os fins de semana de trabalho ocorrem numa instituição ou comunidade com alguma necessidade específica. O grupo de voluntários integra e participa nas atividades já desenvolvidas e promove dinâmicas novas e diferentes no sentido de colmatar as necessidades identificadas. São exemplos destes locais o Centro Social de Padre David, em Ruilhe, o Centro Paroquial de Vila Meã, em Amarante ou a Oficina S. José, em Braga.
  • Fins de semana de reflexão – Os fins de semana de reflexão apresentam-se como momentos de paragem, de reflexão e consolidação de motivações e objetivos individuais e do grupo. É proposta a reflexão sobre os valores do G.A.S.Porto como valores partilhados e comuns, com os quais cada voluntário se deve identificar e relacionar de forma individual.
  • Caminhada a Santiago de Compostela – A Caminhada a Santiago de Compostela é o momento alto do percurso formativo de cada voluntário. Realizada durante a Semana Santa, é o momento em que os voluntários partilham desafios, dificuldades, conquistas e alegrias, as quais resultam na intensificação da união do grupo e reforço do espírito de serviço.